05/09/2014

Hora do Lazer - Inhotim

Brumadinho é uma cidade de Minas Gerais, com 30 mil habitantes, localizada há apenas 60km da capital Belo Horizonte. E é lá que fica a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina, o Instituto Inhotim, ou Centro de Arte Contemporânea Inhotim. Segundo os moradores da região, o local era uma fazenda que pertencia a uma empresa mineradora do século XIX cujo responsável era um inglês chamado Timothy, conhecido como Senhor Tim e, devido ao sotaque local, era chamado de "Nhô Tim" ou "Inhô Tim", por isso, Inhotim.

 photo INH_entrada_02_zps0a4230cd.jpg

O Instituto surgiu em 2004 para abrigar a coleção de Bernardo Paz, empresário da área de mineração e siderurgia, que foi casado com a artista plástica carioca, Adriana Varejão e, há 20 anos começou a se desfazer de sua valiosa coleção de arte modernista, que incluía trabalhos de Portinari, Guignard e Di Cavalcanti, para formar o acervo de arte contemporânea que agora está no Inhotim.

O Inhotim abriga um complexo museológico com uma série de pavilhões e galerias com obras de arte e esculturas expostas ao ar livre. O seu surgimento no cenário das instituições culturais brasileiras tem como marca, desde o início, a missão de criar um acervo artístico e de definir estratégias museológicas que possibilitem o acesso da comunidade aos bens culturais. Nesse sentido, trata-se de aproximar o público de um relevante conjunto de obras, produzidas por artistas de diferentes partes do mundo, refletindo de forma atual sobre as questões da contemporaneidade, oferecendo um modelo distante daqueles dos museus urbanos.

A experiência do Inhotim está, em grande parte, associada ao desenvolvimento de uma relação espacial entre arte e natureza, que possibilita aos artistas criarem e exibirem suas obras em condições únicas. O espectador é convidado a percorrer jardins, paisagens de florestas e ambientes rurais, perdendo-se entre lagos, trilhas, montanhas e vales, estabelecendo uma vivência ativa do espaço.

A cada ano, o Inhotim modifica exposições em alguma das quatro galerias temporárias ou inaugura galerias permanentes, por isto, é impossível conhecer todos os mais de 100 hectares em um só dia, mas com certeza vale muito a pena.

 photo Capturadetelainteira1562012160207_zps16800b65.jpg

 photo INHOTIM_002_zps3ef03755.jpg

 photo inhotim_zpse7b244a3.jpg

 photo foto-galeria-materia-620-oewk_zpsb9549189.jpeg


Horários:

Terça a sexta-feira: 9h30 as 16h30

Sábado, domingo e feriados: 9h30 as 17h30


Ingressos:

Terça-feira: entrada gratuita.

Quarta e quinta-feira: R$20,00

Sexta, sábado, domingo e feriados: R$30,00


Para mais informações, acesse: http://www.inhotim.org.br


Fonte:



VOLTAR